24/08/2009

Sim, sim. Não, não.

Um operário sempre dava bom testemunho na fábrica onde trabalhava. Um dia, recebeu um convite para participar de uma festa. Mas era uma festa diferente. Era oferecida pelo seu patrão, homem duro, que tinha fama de ser sempre obedecido em tudo que ordenava.
Seus colegas ficaram na expectativa:
- Vamos ver se ele vai recusar a bebida que certamente o gerente lhe oferecerá.
No momento certo, o crente soube recusar educadamente.
Depois foi chamado ao escritório. O gerente lhe oferecia uma promoção, tornando-o chefe de um departamento da fábrica, enquanto lhe dizia:
- Precisamos para esse lugar um homem como o senhor. Um homem de convicção. O senhor é o escolhido.
"...mas que a vossa palavra seja sim, sim, e não, não; para que não caiais em condenação" (Tg 5.12).

Nenhum comentário:

Destaque

Conta-se de dois peregrinos que decidiram visitar a imortal cidade de Belém, por ocasião das celebrações do Natal. Partiram muitos meses ant...